RMC vê 5º acidente com trem em um mês

Postado por em 28 junho 2012, às 17 : 08 PM Imprimir


Colisão ocorreu em passagem clandestina e três pessoas ficaram feridas; um homem morreu no domingo

Uma motorista de 25 anos tentou cruzar, ontem, por volta das 15h40, uma passagem de nível clandestina, localizada na Rua Comendador João Guilhen Garcia, no Jardim Florence1, na região Noroeste de Campinas, quando o veículo ficou travado nos trilhos e acabou sendo atingido por um trem, que transportava açúcar. Em um mês, este é o quinto acidente que envolve trem na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Houve uma morte.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, no veículo estavam três pessoas. A motorista teve um ferimento na cabeça. Ela foi socorrida e levada para o Hospital Celso Pierro, onde foi submetida a exames, e depois recebeu alta. Os demais ocupantes do carro tiveram escoriações leves.

Dois pedestres, que foram prestar socorro, também tiveram ferimentos leves com o deslocamento do trem e foram encaminhados para o pronto-socorro de Campo Grande.

ROTINA

Na RMC, os acidentes envolvendo trens já se tornaram uma triste rotina. No domingo, a vítima foi o servente de pedreiro Loriano Nunes, 39. Ele morreu após ser atropelado por uma locomotiva no Parque Rosa e Silva, em uma área vazia com brejo e mato, próximo à Avenida João Argenton, em Sumaré.

O cruzamento entre a linha férrea e as Avenidas Santana e São Francisco de Assis, em Hortolândia, foi palco recente de três acidentes. Os veículos foram arrastados por trens. Nenhuma pessoa morreu. Na cidade, o mais recente acidente aconteceu no dia 8 deste mês. As vítimas tiveram ferimentos leves, embora os veículos tenham sido bastante danificados.

TRAGÉDIAS

Em Americana, uma colisão em setembro de 2010 entre um trem e um ônibus da VCA (Viação Cidade de Americana), na passagem de nível no Centro de Americana, resultou na morte de dez pessoas. Outras 16 ficaram feridas.

Em setembro do ano passado, o ajudante de pedreiro Anderson Luis Barbosa, 37, foi encontrado morto na linha férrea que atravessa o bairro Jardim Conceição, em Hortolândia, próximo ao Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia.

Segundo dados da Polícia Militar, a vítima teve as duas pernas dilaceradas e apresentava uma perfuração na cabeça, além de lesões pelo corpo. Na época, as investigações não concluíram se Barbosa morreu por desatenção ao atravessar a linha ou foi deixado inconsciente sob os trilhos por uma terceira pessoa. A hipótese de homicídio também não foi descartada.

http://portal.tododia.uol.com.br


Compartilhar no Facebook

Cidades Notícias Polícia

Veja também

Deixe seu comentário

O conteúdo dos comentários são de responsabilidade de seus autores. Os comentários são moderados pelo OMV e não serão publicados no momento da postagem. O OMV poderá não publicar o comentário se assim julgar necessário.

Alternar para o modo Desktop do blog